terça-feira, 24 de maio de 2011

Facebook, jogos amorosos e desejo feminino



Esse texto foi motivado por cerca de 12 pessoas que acompanharam um debate no facebook com cerca de 160 comentários.

Compartilhei um vídeo de uma garotinha que tinha não mais que 3 anos e exigia que o menino de quase 2 anos a amasse e tratasse com muito carinho. Ele gerou alguns comentários jocosos (inclusive de minha parte) alegando que as meninas já aborreciam desde cedo. As mulheres já se queixavam que os homens desde cedo não conseguem atender aos apelos femininos .

No dia seguinte compartilhei outro vídeo que mostrava um casalzinho de 4 anos no máximo em que o garoto arrancava feliz um beijo de uma simpática garotinha. A felicidade mútua era evidente .

O diálogo (reproduzido no final desse texto) recomeçou com um comentário “fofos” seguido por outro “raridade”. Notando a insatisfação com o gênero masculino intervi dizendo que existem “homens se tornando parceiros das companheiras”.

O que se seguiu foi uma enxurrada de incredulidades de todos os tipos com relação aos homens.

Algumas advogavam contra e outras a favor dos jogos amorosos. A favor ou contra o mistério excessivo das mulheres na hora da paquera. Da aceitação ou da recusa em lidar com o desejo aberto das mulheres.

Mas houve algo que notei em todos os comentários favoráveis ou não à esses temas, de que o homem sempre está aquém da imensa disponibilidade para o amor das mulheres.

Essa conclusão parece óbvia, mas tudo que é óbvio precisa ser repensado ou pelo menos evidenciado.

Já virou senso comum tornar o homem culpado pelo fracasso de qualquer relação. Muito grudento ou cafajeste, possessivo ou desinteressado, pacato ou dominador, não importa, o homem sempre exagera na dose e erra o alvo.

A insatisfação crônica das mulheres em relação aos homens é unanimidade. Em caso de dúvida a culpa é do homem.

Esse discurso tirou da pauta uma questão que Freud anunciou quase no fim da sua vida: o que quer uma mulher?

Não ousarei responder uma pergunta sem resposta. Não porque seja a respeito de mulheres, mas porque diz respeito à espécie humana.

O que quer o ser humano?

Infinitas coisas e nenhuma delas.

Pois o desejo humano é sustentado pela impossibilidade.

O possível não desafia, atiça, instiga e não é passível de transcender ou corromper. Não prova valor, não cria heróis, mitos ou deuses.

O homem pela própria natureza objetiva de sua sexualidade sente-se saciado (pelo menos momentaneamente) pelo seu desejo. Ele goza e manifesta a realidade do desejo atendido.

A mulher pelo contrário, não possui um clímax bem definido ou um ponto orgânico de saciedade sexual. Ela é constantemente desejosa.

Homem saciado + mulher insaciável = homem acuado ou defensivo (o que ela deseja insaciavelmente ele não tem capacidade para atender).

Quais as defesas prediletas dos homens diante do desejo feminino (infinito)?

O homem reprime a sexualidade feminina.

O homem manipula os interesses das mulheres.

O homem possui e diminui a mulher pelo ciúme.

O homem menospreza a mulher com comentários jocosos.

O homem despreza um pouco para valorizar seu “passe”.

Assumir o próprio desejo e ir ao encontro do desejo do outro é realização para poucos...

Homens acuados por mulheres de livre desejo.

Mulheres temerosas de não saber mais usufruir da liberdade de desejo que adquiriram.

É isso que vejo... Pessoas com medo da intimidade e da felicidade possível!

_______________________________________

Eis o debate que ocorreu (modifiquei algumas ordens lógicas dos diálogos):

Garota C: Fofos

Garota B: raridade, né. Haha

Fred: nem tanto... Muitos homens se tornando parceiros das companheiras...

Garota B: aaai, Fred. São poucos os que eu conheço, viu.

Fred: Tenho uma lista de mais de 300 homens que buscam relacionamentos saudáveis... Alguns tive o prazer de conhecer pessoalmente. Homens desse Brasil prontifiquem-se ao pedido dessa jovem!

Garota B: hahahahahahaha

Garota L: Jura, Fred? Vou com a sua amiga aí de cima... Não estou nem falando de relacionamento serio, mas não acho ninguém que fale francamente e honestamente comigo ainda que seja para algo esporádico...

Fred: agora você está aumentando o meu compromisso de recrutar homens francos e honestos para atender os apelos de mulheres bonitas, simpáticas e inteligentes... Homens, não as deixem falando!

Garota L: Podem deixar falando... Se a proposta for essa, mas podiam ser francos... rs...

Garota B: to com a sua amiga, Fred.

Garota C: Eu estou só lendo os comentários, tá? Não vou dar minha opinião... Prometo... rsrs! Eu pensava que era a única...

Garota L: Não é, garota B? Nem sempre queremos compromisso, mas que isso pudesse ser conversado com naturalidade... Já era um bom começo

Fred: Ok, ok, vocês tem razão, muitos homens covardes por aí... Agora me digam uma coisa... Por que vocês acham que os homens não são francos?

Garota B: L., eu to super de acordo. É muito difícil ter um papo aberto com honestidade... quem dirá então um relacionamento. Pela minha vivencia Haha

Garota L: Fazem um teatro para manter a gente por perto... quando na verdade bastava sugerir algo esporádico que toparia facilmente sem a firula inicial. Entende isso, Fred?

Fred Estou intrigado...

Garota B: Sendo que neste teatro eles conseguem ser uns príncipes na maior parte do tempo.

Garota L: Me incomoda esta ideia de conquista, a vida é bem menos complicada... Tipo ele anuncia o que quer, eu também, avaliamos se ambos queremos e ponto final... Mas fica um teatrinho de conquista que faz até parecer que não podemos claramente sustentar um desejo e pronto.

Garota B: jogos amorosos irritam

Garota L: acho demais um jogo amoroso, quando há uma proposta de uma relação afetiva para ser sustentada, nos demais casos, não vejo o porquê.

Fred: Vamos ver se eu entendi... O cara tem que chegar com jeito e abrir o jogo... "Ei, seria muito legal passar essa noite com você, mas só essa noite!" Por aí?

Garota L: Isto, aí eu objetivamente respondo: “Claro, estou subindo pelas paredes" ou "Não, não estou a fim”.

Garota B: hahahaha, eu odeio jogos amorosos de qualquer forma.

Fred: L. sempre adorei sua objetividade... hahahaha Homens anotem a dica: DIRETO AO PONTO. Mas todas estão abertas para essa verdade nua e crua?

Garota L: Adoro jogos amorosos onde eles fazem um sentido... mas nos demais casos... uma noite como sugeriu o Fred, no caso dos pau amigos e etc., não.

Garota B: aa não, eu sempre me ferro nisso. Hahaha Melhor a verdade, né?

Garota L: Não é que é melhor... a mentira pode ser um jogo erótico também! Mas se trata de uma honestidade ainda que para mentir... entende?

Fred: B., qual o jogo favorito dos homens q mais te irrita?

Garota B: Homem tende a controlar mais os sentimentos, não demonstrar nunca de cara, esperar um tempo o ligar... tanta coisa. Complicam uma coisa que eh simples

Garota L: me irrita sair com alguém que não possa ver as pessoas como alguém com escolha, decisões, mas que subverta uma opção a uma ideia de ter usado o outro, seduzido o outro... as coisas nem sempre podem ser simples... tem que passar por todo teatro inicial... como se isso fosse uma capa de proteção para escolhas naturais, entende? Tipo por que não estabelece logo que é meu pau amigo, não precisa ficar mandando torpedos, dizendo que tem saudades... manda um torpedo e marcamos um revival e pronto... sabe

Fred: Agora me deixou pensando... Te irrita ver q o homem trata a mulher como se fosse alguém que não tem desejo livre é isso?

Garota L: isso... e acho que isto é o primordial para um relacionamento funcionar

Fred: É como se a mulher que tem desejo tivesse que se transformar numa santinha ou numa vagabunda... Estereótipos...

Garota L: Não, é mais simples do que isso... se todos sustentassem honestamente os seus desejos, podíamos construir juntos coisas ainda que uma noite.

Rapaz D: Qualquer homem tem a leveza e objetividade desse menino, por mais escondido que isso esteja. Muitas vezes é por medo (uma coisa normal) que isso não aparece.

Fred: Já pensaram que os homens tem medo?

Garota L: E as mulheres não? Na vida temos que ir com medo mesmo... rs

Fred: Medo do homem + medo da mulher = jogos amorosos

Fred: B., as mulheres também demoram para ligar e fazem esse jogo...

Garota B: Mas sabe com quem elas aprenderam, né. Por que, por incrível q pareça... alguns homens gostam

Fred: Mas, qual a lógica de esperar pra ligar?

Garota L: Eu não espero... faço sempre o que estou sentindo...

Garota B: já me disseram (homem), que não ligam rápido, justamente p n parecer afobado.

Rapaz TX: Mas e se a espera fizer parte do sabor da conquista?

Garota L: mas as mulheres devem fazer mesmo, por que quando dizemos não para um homem eles insistem tanto que eu fico pensando que o mais comum devem ser ganhar na insistência... rs

Rapaz RD: Na verdade, na minha humilde opinião, estamos passando é um momento da superação do medo para a liberdade e é um processo atribulado. É o momento que o individuo toma as suas decisões pelas suas próprias preferências e não pelo que a sociedade impõe... Ver mais

Garota B: gostam de ser caçadores, né.

Garota L: gostei RD

Rapaz TX: Acho que o que irrita as mulheres nos jogos, na verdade, é a frustração com o resultado e não o jogo em si.

Rapaz RD: O que cabe a nós homens é conseguimos superar isso tudo. Precisamos nos tornar homem livre e seguros a altura das mulheres livres e seguras que tem por aí

Garota B: Pode ser

-Fred: Homens em crise de identidade...

Rapaz D: Isso tudo é o que tempera os relacionamentos, diferenças de opiniões e sentimentos... Afinal, deve lembrar os movimentos de uma dança e não um jogo de xadrez.

Garota L: A frustração não me irrita, o jogo irrita, porque posso me frustrar só quando a coisa for frustrante de fato e curtir todo o resto, ou posso ficar antecipando a frustração justamente por não saber exatamente o que acontece, por ser um jogo.

Garota Gll: Acho que sou a única aqui que não gosto de pessoas muito diretas, pode fazer jogo, adoro o frio na barriga e as incertezas, topo o desafio... se o cara se apaixonar quem ganhou o jogo fui eu!!! ;-)

Garota L: T também gosto, Gll mas só quando realmente me interesso por alguém para um vinculo amoroso...

Rapaz TX: Explico: jogar sabendo que a intenção do outro é legítima e verdadeira é gostoso. Nesse contexto, o jogo pode até funcionar como teste para as intenções do outro. O que parece irritar é quando, ao final do jogo, há uma surpresa quanto às intenções de uma das partes. Aí, o que ocorreu não foi jogo, foi pura e simples manipulação.

Garota L: isso, mesmo! gosto de jogos amorosos neste contexto

Rapaz RD: No entanto, o que acontece com a maioria dos homens atualmente é simplesmente seguir o caminho fácil. Finge que o mundo não mudou. Vê a mulher como se via na época do meu avô.

Garota RC: Concordo com a Gll, tenho a sensação que o homem gosta mesmo é de conquistar... Também topo o desafio... rs

Fred: garotas que gostam dos jogos versus que não gostam

Rapaz TX: Como alguém disse aí em cima, talvez fosse mais simples se as pessoas pudessem ser brutalmente honestas desde o início. Ocorre que, para conseguir o que querem, muitos homens dão indícios de envolvimento emocional, para depois frustrarem as "envolvidas".

Garota Gll: Se a intenção não era de ter um relacionamento... podemos fazer o cara mudar de ideia com os nossos "jogos" e deixa-los caidinhos por nós e se não der certo, valeu a tentativa, é porque não era pra ser.

Rapaz TX: Pois é Gll, matou a pau. Cada um luta com as armas que tem ;)

Garota B: Gll, é exatamente esse jogo q eu n gosto. hahaha. Muuuita complicação, n da nem p ser autentico assim

Rapaz TX: Mas Bruna, é possível ser 100% honesto com quem se está apenas começando? E outra, dado que emoções flutuam pra cacete, qual ô parâmetro de medição de honestidade?

Rapaz RD: Mas Gll, esse é exatamente o cerne da questão. Agora você tem a capacidade e a liberdade de fazer isso. E isso assusta muito homem por aí. O que é difícil é homem que percebe isso como um direito conquistado seu e consegue lidar com isso. Para mim este é o homem que todas reclamaram de nunca terem encontrado e este homem existe. tem vários deles discutindo aqui :)

Fred: Mas complicação diminui ou aumenta o interesse da mulher, não to entendendo ou são duas facções mesmo?

Garota B: Para mim, diminui totalmente. E por que não ser honesto com quem esta começando?

Rapaz TX: Pra mim a mulher não pode ceder de cara não. E nem tem a ver com besteiras do tipo: "é vagabunda". É porque gosto de conquistar mesmo.

Fred: Se a mulher curtir você logo de cara diminui seu interesse TX?

Garota RC: Imagino que os homens pensam realmente dessa forma que o Tiago falou...

Garota B: Ceder em q sentido? por que se o homem n gosta, por que tenta fazer com que ela ceda? vocês são complicados

Rapaz TX: Não! Ela pode curtir o quanto quiser! Mas acho que o "não" exerce um papel tão importante como o sim na conquista.

Garota RC: Só tem uma coisa... Acho que a sinceridade é tudo... Se tiver afim de uma única noite fale de repente a mulher está na mesma vibe.

Fred: Honestidade dá trabalho, jogos também, é isso? Estamos preguiçosos?

Rapaz FG: Cara, eu já acho que ter uma conversa tão franca assim é broxante. Falo isso porque já tive algumas vezes, com algumas garotas, e pra mim, perde um pouco do brilho da relação. Claro que tem que conversar, + o mistério também é fundamental,...Ver mais

Garota Gll: aplausos para o FG! Por que acho broxante mesmo essas conversas francas, ir desvendando a pessoa aos pouquinhos é uma conquista... entendeu? Curti também o que o TX falou pela questão da conquista, até pra gente fica mais interessante, mas sei o quaaaaaaaaanto é difícil.=/

Garota B: Fred, o mundo está perdido

Rapaz TX: Fred, preguiça é o subproduto da modernidade. Meu avô cortejou minha avó por anos!

Rapaz D: Eu já acho que se a mulher quer ceder de cara, ela tem toda a liberdade de fazer isso

Rapaz RD: D, mulheres já me pegaram. Nunca reclamei

Garota L: fui com a sua D. Quantos anos você tem? Rs

Fred: Penso que cedendo logo ou demorando, o importante é que haja livre escolha. Ceder sem sentido e fazer c doce sem sentido me cansam... Assumir os próprios desejos sem máscaras é sempre difícil

Garota RC: Para os homens mistério + sedução = conquista... Mistério para mim é não se revelar totalmente, aos poucos desperta interesse... acho que é/ isso...

Fred: Para mim: capacidade de entrega + sedução = conquista. Capacidade de entrega é uma abertura para deixar que os sentimentos encontrem seu lugar no corpo e no encontro, seja por 1 segundo ou por 30 anos.

Rapaz FG: Escreve um texto com esse tema.

7 comentários:

  1. Muito interessante ... intrigante ... Gostei! rs ... Fred, como sempre, acertou no alvo!
    Permita-me, tb, expressar-me!
    Acredito que, muito mais que jogo, sedução, conquista, estereótipos, abordagens,"ceder ou não ceder" no primeiro encontro, "ligar ou não ligar" no dia seguinte, etc., o ser humano tem mais é que se despir de suas expectativas em relação ao outro e conhecê-lo em sua essência ...
    O que de fato machuca nesses "jogos do amor" (se é que assim podemos defini-lo) é a expectativa que temos de alguém que mal sabemos o nome, os desejos, a história, os valores/prinípios ... criamos um "alguém", sem que o conheçamos na sua essência ... é muito fácil se deparar com uma baita decepção qdo criamos no outro uma imagem que não confere com a realidade!
    Smj, falta disposição em aceitar ao outro (assim como ele é) e temos, por vezes, dificuldades em crer que seremos aceitos assim, do jeito que somos!

    Uma singela opinião de uma "leiga" qdo o assunto é o "ser humano" ...

    ResponderExcluir
  2. Senhorita leiga

    Expectativa, essa palavra resume e encerra a ancora que nos prende à dor. Queremos sustentar uma imagem que nem sequer sabemos sobre nós e muito menos sobre os outros.
    O que quer dizer com "do jeito que somos".
    O que somos?

    ResponderExcluir
  3. Fred!

    Obrigada pelo "senhorita"! rs

    "o que somos" (penso eu!) não é algo que se possa definir, assim, com palavras ...
    mas poderia dizer que o "que somos" é td aquilo que expressa nossa essência ...
    colcamos um pouquinho do "que somos" em cada situação ... por mais simples que seja! deixamos nossa marca em td que fazemos e, desta forma, vamos espalhando o "que somos" por aí...
    "somos" a alegria diante de uma conquista, "somos" a reação diante de uma injustiça, "somos" a inquietudade face a uma incerteza/insegurança, "somos" um mau humor numa TPM, enfim ...
    "somos" e "fomos" e "seremos", sempre de acordo com aquilo que nos é pecluiar/intrínseco/inato, considerando a evolução/aprendizado/crescimento!
    Concordo qdo pondera a questão "O que somos?" ... até pq é bem difícil olhar para si e reponder: o que sou?!?!

    Acredito, apenas, que há um jogo de interesses na dita "vida moderna" que, por vezes, condiciona-nos a agir desta/daquela maneira ... e assim, deixamos de ser/fazer/agir assim como de fato se pretendia!

    Desculpe-me eventual devaneio!

    ResponderExcluir
  4. Uau, adorei tudo isso e posso dizer depois de ler que to saindo de ferias e assim q me encontrar eu volto.Sera q me acho?

    ResponderExcluir
  5. Frederico Mattos26 de maio de 2011 05:01

    Anonimo 2

    Espero que quando você voltar de férias você não se ache!
    E verá que foi tão bom não voltar para casa de sempre...

    ResponderExcluir
  6. Oi Fred, cá estou para falar da frase "assumir os próprios desejos sem máscaras é sempre difícil"...

    Estou chegando a conclusão que também não gosto muitos desses "joguinhos" amorosos.....rs
    Acho que eu gostava, mas estou num processo atualmente da busca de mim mesma.... quem eu sou, o que eu gosto, o que eu quero....
    Percebi que fui me escondendo atrás de um medo por conta desses jogos amorosos....
    Deixei de ser eu mesma e de me expressar livremente por medo de não ser amada e ser "abandonada".... tipo, se eu disser que gosto disso, ele não vai aprovar/gostar e vai me deixar /o\
    E para não ser deixada, fui me escondendo cada vez mais.... só que agora estou a ponto de explodir hahaha na verdade venho explodindo de umas semanas pra cá, nessa busca de mim mesma, desse resgate... por que cansei de viver com medo...
    Quero ser feliz simplesmente por ser quem sou, gostar do que gosto e assumir meus desejos, TODOS ELES sem máscaras!!!
    Está sendo duro, mas é um sofrimento que, tenho certeza, trará a libertação de mim mesma...
    Adorei desabafar! rs
    Obrigada pelo espaço, e vc tá me devendo um autógrafo hahahahaha... Cris ;-)

    ResponderExcluir